O MARAVILHOSO LIVRO DOS SALMOS


SALMO 48 - A CIDADE DE DEUS

"Grande é o SENHOR e mui digno de ser louvado, na cidade do nosso Deus.
Seu santo monte, belo e sobranceiro, é a alegria de toda a terra; o monte Sião, para os lados do Norte, a cidade do grande Rei.
Nos palácios dela, Deus se faz conhecer como alto refúgio.
Por isso, eis que os reis se coligaram e juntos sumiram-se;
bastou-lhes vê-lo e se espantaram, tomaram-se de assombro e fugiram apressados.
O terror ali os venceu, e sentiram dores como de parturiente.
Com vento oriental destruíste as naus de Társis.
Como temos ouvido dizer, assim o vimos na cidade do SENHOR dos Exércitos, na cidade do nosso Deus. Deus a estabelece para sempre.
Pensamos, ó Deus, na tua misericórdia no meio do teu templo.
Como o teu nome, ó Deus, assim o teu louvor se estende até aos confins da terra; a tua destra está cheia de justiça.
Alegre-se o monte Sião, exultem as filhas de Judá, por causa dos teus juízos.
Percorrei a Sião, rodeai-a toda, contai-lhe as torres; notai bem os seus baluartes, observai os seus palácios, para narrardes às gerações vindouras
que este é Deus, o nosso Deus para todo o sempre; ele será nosso guia até à morte."

COMENTÁRIOS
Jerusalém tinha uma situação ideal, e era a capital cívica e religiosa dos israelitas, que a estimavam como a santa pérola preciosa de todas as nações, objeto de seu orgulho e ardor. 
Os salmos 46, 47 e 48, que celebram Deus como o Grande e Vitorioso Rei, são considerados como cânticos de triunfo e em ação de graças pela libertação de Jerusalém da ameaça de Senaqueribe, e têm muitas expressões semelhantes à narrativa em Isaías Cap.33.
A descrição refere-se à concentração das tropas assírias ao redor dos muros de Jerusalém e depois seu terror, seu pânico e sua fuga. 
Esta grande e maravilhosa obra é atribuída a Deus, que confirmara, em posteriores gerações, que os israelitas já haviam aprendido, lendo nos Livros de Moisés, o relato da bondade e do poder de Deus revelados na história do Seu povo.
Agora, o povo de Jerusalém (a partir do v 9 e até o 14) passa a meditar sobre a grande obra de salvação levada a efeito naquela ocasião histórica (conf. 2 Crônicas 32:21-23).
O Templo é o lugar reservado para o povo ter calma e inspiração para meditar sobre a grandeza da Sua bondade. 
Durante o cerco, os habitantes de Jerusalém tinham sido limitados em seus movimentos, mas agora estavam livres para perambular livremente com mais gosto pela cidade que eles quase perderam.
A bondade de Deus para conosco não somente deve ser celebrada, como também publicada.
Se desejamos que nossos filhos reverenciem a Deus, nós devemos em primeiro lugar mostrar claramente como Ele é precioso para nós.
No último versículo, uma confissão de fé.
Deus, conforme descrito, é o nosso Deus pessoal, que nos guiará até à morte e além da sepultura.
Comentários Bíblia Shedd de Estudos.

0 comentários:

Plano da Salvação

Plano da Salvação
Thanks to "The Navigators"

A Deus toda a Glória!

A Deus toda a Glória!

PARABÉNS!

PARABÉNS!
Aos aniversariantes do mês, desejamos as mais ricas bençãos do Senhor!

ESCOLA BIBLICA DOMINICAL INFANTO-JUVENIL

ESCOLA BIBLICA DOMINICAL INFANTO-JUVENIL

OVELHAS PERDIDAS

OVELHAS PERDIDAS

Counter

Onde estamos

Onde estamos
Igreja Evangélica Batista Paulistana Rua Bueno de Andrade, 679 Aclimação São Paulo - São Paulo Fone: 11 - 32088007 Email: ibp@ibpaulistana.com.br

Entre em contato

Entre em contato
Nosso Email

Horário dos Cultos e EBD

Cultos
Domingos: 10h45 e 18h00
Culto de Oração
Quartas-feiras: 20h00
Escola Bíblica Discipuladora
Domingos: 9h25

Cultos pela Internet

Cultos pela Internet
Todos os domingos às 10h45 (Culto Matutino) e às 18h00 (Culto Vespertino) - Clique na imagem acima!

Culto de Oração

Culto de Oração

EBD

EBD

Discipulado

Discipulado

Discipulado

Discipulado

João 8:12

João 8:12

Vem!

Vem!

Google+ Followers

Visitas que nos honram

Páginas Visitadas

Países que nos visitam


Receba nossos artigos no seu email

Translate

Discipulado

Discipulado

Digital clock