O MARAVILHOSO LIVRO DOS SALMOS

SALMO 74 - LAMENTO POR CAUSA DA PROFANAÇÃO

1. Por que nos rejeitas, ó Deus, para sempre? Por que se acende a tua ira contra as ovelhas do teu pasto?
2. Lembra-te da tua congregação, que adquiriste desde a antiguidade, que remiste para ser a tribo da tua herança; lembra-te do monte Sião, no qual tens habitado. 
3. Dirige os teus passos para as perpétuas ruínas, tudo quanto de mal tem feito o inimigo no santuário.
4. Os teus adversários bramam no lugar das assembleias e alteiam os seus próprios símbolos.
5. Parecem-se com os que brandem machado no espesso da floresta,
6. e agora a todos esses lavores de entalhe quebram também, com machados e martelos.
7. Deitam fogo ao teu santuário, profanam, arrasando-a até ao chão, a morada do teu nome.
8. Disseram no seu coração: Acabemos com eles de uma vez. Queimaram todos os luares santos de Deus na terra.
9. Já não vemos os nossos símbolos, já não há profeta; nem, entre nós, quem saiba até quando.
10. Até quando, ó Deus, o adversário nos afrontará? Acaso, blasfemará o inimigo incessantemente o teu nome?
11. Por que retrais a mão, sim, a tua destra, e a conservas no teu seio?
12. Ora, Deus, meu Rei, é desde a antiguidade; ele é quem opera feitos salvadores no meio da terra.
13. Tu, com o teu poder, dividiste o mar; esmagaste sobre as águas a cabeça dos monstros marinhos.
14. Tu espedaçaste as cabeças do crocodilo e o deste por alimento às alimárias do deserto.
15. Tu abriste fontes e ribeiros, secaste rios caudalosos.
16. Teu é o dia; tua, também a noite; a luz e o sol, tu os formaste.
17. Fixaste os confins da terra, verão e inverno, tu os fizeste.
18. Lembra-te disto: o inimigo tem ultrajado ao SENHOR, e um povo insensato tem blasfemado o teu nome.
19. Não entregues à rapina a vida de tua rola, nem te esqueças perpetuamente da vida dos teus aflitos.
20. Considera a tua aliança, pois os luares tenebrosos da terra estão cheios de moradas de violência.
21. Não fique envergonhado o oprimido; louvem o teu nome o aflito e o necessitado.
22. Levanta-te, ó Deus, pleiteia a tua própria causa; lembra-te de como o ímpio te afronta todos os dias.
23. Não te esqueças da gritaria dos teus inimigos, do sempre crescente tumulto dos teus adversários.

COMENTÁRIOS BÍBLIA SHEDD DE ESTUDOS
Um lamento por causa da destruição do templo pelos caldeus, em 586aC.
vv 1-3 - A invasão do templo pelo inimigo sugere indagar se Deus tinha abandonado ao povo que resgatara do Egito.
vv 4-8 - Segue-se um histórico minucioso, segundo o estilo de Asafe. Devemos ser bem específicos nas nossas orações.
v 8 - Acabemos: O intuito do inimigo não é só a ruína completa do templo visível, mas quer também destruir a fé do povo de Deus.
vv 9-11 - Desta vez a resposta divina parecia ter faltado: nenhuma mensagem consoladora, v.9; nenhuma punição dos ímpios, v. 10; nenhum grande ato de libertação, v. 11. Símbolos: Os atos do culto no templo.
Não há profeta:  As mensagens dos profetas não tinham mais aceitação entre o povo daquela época.
vv 12-17 - O salmista conforta-se ao relembrar de tempos passados, quando o favor de Deus para com Seu povo se revelava em feitos dramáticos, especialmente na libertação de Israel da escravidão do Egito.
v 13 - Monstros marinhos: O símbolo profético do Faraó e seu povo.
v 14 - Crocodilo - mais um símbolo do Faraó (conf. Ezequiel 29:3).
v 15 - Abriste fontes - O povo, uma vez liberto, ainda recebeu água no deserto (Êxodo 17:1-7) e foi levado até à Terra Prometida, através do Jordão, que se secou para lhe dar passagem (Josué 3:14-17).
v. 16-17 - Estes milagres são comuns para Aquele que rege o universo.
vv 18-23 - O salmista volta à situação atual, com fé em Deus, Criador e Salvador, que tem Poder para punir os inimigo (18), libertar o Seu povo (19-20) e consolar os fiéis. Quer dizer que somente o contemplar a natureza de Deus é o suficiente para desfazer as dúvidas mencionadas nos vv 9-11.
v 19 - Rola. Um título que representa o eterno amor "pombinha". Quem está aflito, deve apelar para Deus e ser específico nas suas petições. Deve orar com confiança, estribado na memória dos feitos de Deus , no passado, em prol dos Seus eleitos, abraçando, com fé, a doutrina de que Deus continua sendo o Todo-Poderoso. Deve relacionar essa memória e essa fé à sua própria pessoa; se já aceitou a Nova Aliança em Cristo, pode considerar-se amado por Deus. Assim, pode ter plena confiança que Deus logo intervirá na sua angustiosa situação.

Plano da Salvação

Plano da Salvação
Thanks to "The Navigators"

A Deus toda a Glória!

A Deus toda a Glória!

PARABÉNS!

PARABÉNS!
Aos aniversariantes do mês, desejamos as mais ricas bençãos do Senhor!

ESCOLA BIBLICA DOMINICAL INFANTO-JUVENIL

ESCOLA BIBLICA DOMINICAL INFANTO-JUVENIL

OVELHAS PERDIDAS

OVELHAS PERDIDAS

Counter

Onde estamos

Onde estamos
Igreja Evangélica Batista Paulistana Rua Bueno de Andrade, 679 Aclimação São Paulo - São Paulo Fone: 11 - 32088007 Email: ibp@ibpaulistana.com.br

Entre em contato

Entre em contato
Nosso Email

Horário dos Cultos e EBD

Cultos
Domingos: 10h45 e 18h00
Culto de Oração
Quartas-feiras: 20h00
Escola Bíblica Discipuladora
Domingos: 9h25

Cultos pela Internet

Cultos pela Internet
Todos os domingos às 10h45 (Culto Matutino) e às 18h00 (Culto Vespertino) - Clique na imagem acima!

Culto de Oração

Culto de Oração

EBD

EBD

Discipulado

Discipulado

Discipulado

Discipulado

João 8:12

João 8:12

Vem!

Vem!

Google+ Followers

Visitas que nos honram

Páginas Visitadas

Países que nos visitam


Receba nossos artigos no seu email

Translate

Discipulado

Discipulado

Digital clock